fbpx
imagem do carregador

Como projetar uma estratégia de acesso vencedora? Segunda parte

 

  1. Gere evidências fortes para os tomadores de decisão

Como são construídos os dados que sustentam o valor de um produto? Lembre-se que não se trata apenas de anexar os famosos artigos publicados sobre a eficácia do seu produto. O que você precisa fazer é construir uma análise crítica usando as diretrizes da medicina baseada em evidências.

 

Você deve obter dados de estudos clínicos, gerar mensagens claras e práticas sobre por que seu produto é a melhor opção terapêutica e traduzi-lo em um dossiê valor pragmático e claro.

 

Não se esqueça que, na construção do valor, eficácia e segurança não bastam. Deve gerar evidências econômicas locais, preparar estudos de custo-eficácia e de impacto orçamentário que mostrem aos pagadores que o produto não é apenas eficaz, mas que o custo adicional que vai pagar é justificado por um benefício adicional tangível e, é claro, e que você pode pagar.

 

  1. Desenvolva uma política de preços estratégico

Embora todos saibamos que as diretrizes para precificar uma tecnologia vêm de Global (pronuncia-se "glou-bal"). Seria um grande erro não considerar aspectos técnicos, políticos e locais, como a fronteira de eficiência, a disposição do país em pagar, a política de preços local e como funciona o reembolso.

 

Para isso, foram descritas 3 "zonas". Na zona 1 está o fabricante de tecnologia, que tem o dever de construir com argumentos da medicina baseada em evidências, farmacoeconomia e outros campos, a proposta de valor que comprove a relevância de seu produto.

 

Na zona 2 está o pagador, que busca melhorar os resultados de suas afiliadas e manter sua rentabilidade financeira ao menor custo possível. A Zona 3 fica no centro, é o lugar do ganha-ganha, é onde o produto prova seu valor, se adapta ao contexto do país e leva o pagador a negociar, é aqui que as duas partes cedem mas ganhe.

 

  1. Como ficar?

Ele já teve sucesso, agora qualquer acordo que ele tenha feito com o pagador deve durar ao longo do tempo. O segredo é saber como ajudar o pagador a lidar com as 3 incertezas. O financeiro e a clínica. Para isso existem estratégias tradicionais como os descontos na compra de uma carteira completa, os descontos habituais, créditos e outras cifras que com certeza conhece muito bem. Mas não basta, espera-se inovação de você e quando momentos de incertezas e dúvidas chegam ao pagador, você pode se preparar com o desenvolvimento de acordos de risco compartilhado, geração de evidências locais com estudos de Evidência do mundo real e acordos de pagamento por desempenho. Essas propostas demonstrarão seu real compromisso com o sistema e sua sustentabilidade e gerarão laços de confiança que darão frutos.

 

Leia nossos blogs úteis em https://www.neuroeconomix.com/blog/

 

Siga-nos no Twitter @neuroeconomix e Linkedin NeuroEconomix

Compartilhe em facebook
Compartilhe em twitter
Compartilhe em linkedin
0 Comentários
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários
Postagens em destaque
Tem um projeto semelhante

Agende uma videochamada e vamos conversar!

Inscreva-se no nosso blog